Pesquisa

Curso Reabilitação Perineal Ativa & Passiva

18 de julho de 2019

O protocolo Reabilitação Perineal Ativa foi desenvolvido pela Fisioterapeuta Laira Ramos, os excelentes resultados na utilização do RPA lhe conferem uma validação clínica e sua validação científica foi verificada na sua tese de doutorado no Departamento de Ginecologia da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo.

O tratamento com o RPA consistem em 14 sessões individuais  e utiliza mais de uma técnica: cinesioterapia com biofeedback, eletroestimulação, cones vaginais e exercícios em casa.

A avaliação é a parte mais importante de um tratamento, nesse curso o aluno aprenderá como fazer  uma avaliação específica e minuciosa para a prescrição de um tratamento adequado e individualizado.

A cinesioterapia perineal (exercícios de Kegel) é a base do protocolo RPA, ao todos são 14 sessões que começam com exercícios simples e fáceis para o ensino correto da contração e do relaxamento dos músculos do PERÍNEO, aumentando a percepção corporal e perineal. A dificuldade dos exercícios aumenta gradualmente promovendo alterações neuromusculares e metabólicas que melhorarão a performance muscular promovendo uma reabilitação funcional neuromuscular global.

O uso do biofeedback é necessário pela localização profunda dos músculos do PERÍNEO, sendo difícil identificar o seu movimento. Esta é uma técnica moderna e eficaz que permite durante toda a sessão monitorizar no computador todos os movimentos que estão a ser realizados.

A eletroterapia é uma técnica amplamente utilizada na fisioterapia e indispensável na reabilitação perineal. Ela promove a percepção perineal, a propriocepção e a normalização da sensibilidade. É muito importante nos casos onde há lesão nervosa periférica e na diminuição da sensibilidade.

Os cones vaginais são acessórios para uma fase avançada da reabilitação perineal, ajudando a mulher na realização dos exercícios em casa.

Com a certeza de que não é possível uma reabilitação muscular global utilizando apenas as técnicas ativas e para o fisioterapeuta ter as melhores condições de atender os seus pacientes  a este curso foram intergradas as técnicas da Reabilitação Perineal Passiva

As técnicas passivas são aquelas nas quais, quando realizadas, não há gasto energético do paciente. Estas técnicas são utilizadas para o alongamento dos músculos do períneo, para o tratamento de cicatrizes e para as dores. Sendo muito utilizadas no vaginismo, na dispareunia, nas algias pélvicas, na preparação para o parto e no pós-parto.

Na preparação para o parto utilizamos a massagem perineal e o epi-no para promover o alongamento dos músculos do PERÍNEO, tentando evitar a episiotomia. Para aliviar as dores do trabalho de parto podemos o TENS. A mobilização pélvica também é bastante utilizada durante a gravidez.

O uso do epi-no/exercitador deve ser feito com muito cuidado e por profissionais qualificados pois estes instrumentos, quando utilizados de forma inadequada, podem causar as mesmas lesões do parto.

No pós-parto, seja cesariana ou parto vaginal, a massagem perineal, a massagem cicatricial e o TENS podem ser utilizadas para o alívio das dores, tendo ótimos resultados na dispareunia.

Os dilatadores vaginais são indicados para as pacientes com vaginismo e nas neo-vaginas. Nesse curso veremos como abordar a paciente vagínica, conquistando sua confiança para realizarmos o tratamento.

Nas algias pélvicas, como técnicas passivas, podemos utilizar a massagem perineal, a mobilização pélvica e o TENS.

A corrente inibitória para as contrações do detrusor são uma opção para a bexiga hiperativa, ela pode ser feita intracavitária ou no nervo tibial.

Uma opção de tratamento para os prolapsos dos órgãos pélvicos são os pessários, que funcionam como uma órtese para a sustentação desses órgãos. Nesse curso veremos como fazer a medição e a escolha do pessário mais adequado para cada paciente.

Os músculos do PERÍNEO trabalham em sinergia, esse grupo muscular se contrai em conjunto quando solicitado, sem contração isolada funcional. Acreditamos que o tratamento das disfunções perineais deva ser baseado na reabilitação desses músculos, e não no tratamento isolado de cada patologia, pois um grupo muscular, quando reabilitado, deve ser capaz de exercer todas as suas funções.

Através da conscientização muscular, da contração, do relaxamento, do alongamento, do trabalho miofascial e do tratamento das cicatrizes procuramos restabelecer todas as características dos músculos do períneo: potência, resistência, automatismo, reflexo, flexibilidade.

Este é um curso completo, ao fim do qual o aluno terá toda a base necessária para o tratamento das disfunções perineais na mulher e no homem (incontinência urinária, incontinência anal, retenção urinária, obstipação, prolapsos dos órgãos pélvicos, disfunções sexuais).

Para um melhor aproveitamento do curso e uma didática mais dinâmica os alunos terão à sua disposição uma grande variedade de equipametos, produtos e acessórios utilizados na reabilitação perineal.

Os fisioterapeutas que já atuam na área podem se beneficiar com este curso, pois terão contato com uma abordagem nova e única no tratamento das disfunções perineais.

Além das 27h presenciais que são divididas em 50% de aulas teóricas e 50% de aulas práticas.

Só os fisioterapeutas formados pela Fisioterapeuta Laira Ramos estão aptos a utilizarem esta técnica.

PÚBLICO: Fisioterapeutas graduados e estudantes cursando o último ano.
*É pré-requisito para o curso ter lido o livro Reabilitação Perineal Ativa baixe aqui e o Guia Prático RPP antes do curso, baixe aqui.

OBJETIVOS: Capacitar os fisioterapeutas para que tenham pensamento crítico e habilidade clínica  para avaliar, decidir o melhor tratamento e tratar as disfunções perineais, sempre baseado na neurofisiologia muscular e respeitando a individualidade de cada paciente.

DIFERENCIAL:

  • Este é um curso único pois o aluno aprenderá a utilizar um protocolo VÁLIDO CIENTIFICAMENTE
  • Poderá verificar como a Fisioterapeuta Laira vem desenvolvendo a sua carreira ao longo dos últimos 15 anos, com dedicação exclusiva à uroginecologia
  • Terá acesso aos mais variados equipamentos, produtos e acessórios
  • O aluno poderá fazer parte das pesquisas desenvolvidas pela formadora
  • Eventualmente o aluno poderá integrar a equipe do PERÍNEO
  • A formadora partilha com os alunos toda as suas técnicas de marketing para crescer e ser reconhecido na profissão
  • O aluno tem acesso a um material exclusivo

FORMADORA: Fisioterapeuta Laira Ramos

CARGA HORÁRIA: 27h presenciais (50% teoria e 50% prática)

DATAS: Confira a agenda aqui

PROGRAMA:

  • Anatomia
  • Neurofisiologia muscular
  • Funções do períneo
  • Disfunções do períneo
  • Biomecânica da pelve
  • Fisiologia da micção
  • Fisiologia da defecação
  • Fisiologia da sexualidade
  • Qualidade de vida
  • Anamnese
  • Exame físico
  • Técnicas ativas(cinesioterapia, biofeedback, eletroterapia, cones vaginais)
  • Protocolo RPA
  • Objetivos
  • 1ª fase do protocolo RPA
  • 2ª fase do protocolo RPA
  • 3ª fase do protocolo RPA
  • Perineo ball – dispositivo para o alongamento do períneo
  • Massagem perineal
  • Massagem cicatricial
  • Dilatadores vaginais
  • TENS para analgesia no trabalho de parto e nas algias pélvicas (via vaginal e via sacral)
  • Eletroterapia para inibição das contrações do músculo detrusor (via vaginal e via tibial)
  • Mobilização pélvica
  • Pessários
  • Bombas de vácuo
  • Quando podemos fazer os tratamentos em grupo
  • Como associar o RPA com as técnicas já utilizadas pelo fisioterapeuta
  • Seguimento
  • Como começar
  • Casos clínicos
  • Avaliação dos alunos

*Os alunos podem trazer seus próprios equipamentos para as aulas práticas

*As aulas práticas são realizadas entre os alunos.

*Não é permitido nenhum tipo de filmagem, fotografia e gravação de áudio durante as aulas.

Postado em geral