↑ Voltar a Gravidez

Preparação para o parto, quando começar.

gravidezOs exercícios para a preparação do períneo para o parto não levam ao risco de aborto, eles apresentam o mesmo risco que as relações sexuais, enquanto a mulher puder ter relações sexuais ela pode fazer a reabilitação perineal.

A preparação para o parto tem 2 objetivos: o fortalecimento muscular para evitar as disfunções perineais e o alongamento para evitar a episiotomia. Segundo a fisiologia neuromuscular o músculo precisa de pelo menos 8 semanas para ter as alterações metabólicas efetivas que levam ao fortalecimento e alongamento de suas fibras.

Isso quer dizer que eu devo começar o tratamento, pelo menos, com 30 semanas. Mas, para ter o parto vaginal sem nenhuma lesão neuromuscular, precisamos chegar a 100% do alongamento dessas fibras, quanto mais tempo eu tiver para fazer este tratamento com a paciente é melhor. É como se eu estivesse preparando alguém para fazer um “espacato”, abertura da perna em 180º.

Pela minha experiência as mulheres na avaliação conseguem fazer a expulsão do epi-no/exercitador com 15 a 18 cm de circunferência, e ganham, em média, 1cm de alongamento por semana, o que, em média, me faz precisar de 20 semanas para preparar estes músculos.

Embora eu possa começar este trabalho no primeiro trimestre, prefiro começar no segundo, com 12 a 14 semanas de gestação, para, caso acontece um aborto, a paciente não associar com a fisioterapia.

 As paciente que querem esperar um pouco mais podemos começar com até 20 semanas, pois há um tempo razoável para ganhar este alongamento sem ser muito dolorido para a paciente, o treino de alongamento muscular não costuma ser agradável.

No começo as pacientes são atendidas duas vezes por semana e, o quanto antes, são ensinadas a fazer o epi-no/exercitador  em casa e passam a ser atendidas uma vez por semana. Em seguida eu as vejo a cada 15 dias, sempre orientando bem nos exercícios em casa. Nessa fase elas podem vir à clínica para orientações sobre os exercícios, sem custo para a paciente.

Em média elas fazem 10 a 15 sessões comigo. Os companheiros podem acompanhar as sessões para verem como podem ajudar no trabalho de parto e na hora da expulsão.

As pacientes que procuram este tratamento já depois de 30 semanas não tem benefícios financeiros pois não há muito tempo para ensiná-las a fazer os exercícios em casa e elas precisam vir à fisioterapia. Este tratamento acaba sendo mais desagradável para elas pois temos menos tempo para ganhar o alongamento muscular, o que algumas vezes pode ser bastante dolorido.

Como durante o tratamento também são feitos exercícios para o fortalecimento muscular não há o risco de, com o alongamento, a mulher desenvolver problemas relacionados à fraqueza desses músculos. Elas também são orientadas a fazer os exercícios para o fortalecimento em casa.

Marque uma avaliação e comece a sua preparação para ter um parto mais tranquilo.