↑ Voltar a Tratamentos

Higiene íntima

higiene-intimaUma adequada higiene da área anogenital é fundamental para a manter estas estruturas saudáveis e prevenir infecções, dermatites, doenças sexualmente transmissíveis, e até mesmo o cancro. A região anogenital tem um pH ácido que serve como forma de proteção; a higiene desta região, tanto nas mulheres como nos homens, deve ser feita de forma adequada para que não se altere o seu pH fisiológico nem sua flora.

A falta de conhecimento sobre anatomia faz com que algumas pessoas não façam a higiene genital da maneira correta. As mulheres devem lavar os pequenos lábios, os grandes lábios, a fenda entre os grande e os pequenos lábios, retrair o prepúcio do clitóris para a limpeza entre glande e o clitóris, e lavar também a região anal e as virilhas. Não se deve introduzir nenhum produto na vagina, a não ser que tenha uma prescrição médica. Os homens devem lavar o pênis, também retraindo o prepúcio para a limpeza da glande; o escroto, a virilha e a região anal.

Os sabonetes normais têm um pH alcalino, que pode alterar o pH desta região, diminuindo sua proteção, deixando sua pele mais seca e sensível. Os sabonetes específicos para a higiene íntima tem o pH entre 4,2 e 5,6 sendo mais fisiológico para a limpeza dessa região; estes sabonetes também são hipoalergênicos e têm uma adstringência suave, não agredindo a pele.

Normalmente esta higiene deve ser feita de uma a três vezes ao dia, o excesso de higiene pode ser tão prejudicial quanto a sua falta. Não é recomendado que as mulheres utilizem o penso higiênico de uso diário pois aumenta a humidade vaginal. As roupas íntimas devem ser lavadas com detergentes sem corantes ou perfumes, e devem ser muito bem enxaguadas.

Durante o período menstrual, e no puerpério, deve-se ter mais cuidado com a higiene trocando o penso regularmente, a cada duas ou três horas. Não há contra indicação ao uso de tampões, desde que seja trocado com a mesma regularidade que os pensos. Deve-se fazer a higiene íntima depois das atividades físicas e das relações sexuais. É muito importante que não permaneça com a roupa interior molhada ou húmida.

Pode-se utilizar produtos específicos para hidratar esta região, principalmente nas mulheres que estão na pós menopausa e sofrem com a secura vaginal. Estas mulheres devem fazer a higiene uma a duas vezes ao dia, para não aumentar esta desidratação. Elas podem fazer o uso lubrificantes artificiais nas relações sexuais. Esta orientação também deve ser dada para as mulheres no puerpério, principalmente para as que estão amamentando.

Não há nenhuma indicação, ou contra-indicação, em relação à depilação. Esta prática deve respeitar o gosto e sensibilidade de cada um. Caso haja o aparecimento de dermatites deve-se consultar um médico.

Em caso de patologias já instaladas como vulvovaginites, dermatites, fungos ou infecções deve-se procurar o médico para que o melhor tratamento seja seguido.